quarta-feira, 16 de março de 2011

A malta de Aveiro não grada mesmo ao Spinning… nem na Figueira

No fim-de-semana tresmalhou-se o A-team
o Stôr foi para terras do sul, o Kaywox ficou no ninho e eu e o Gulli
resolvemos ir ter com o Ricardo Garcia á Figueira
mar por nós nunca explorado com excelentes spots
foi um dia *****  para repetir com mais frequência
e de preferência com o grupo todo.

Os spots




As capturas e respectivas libertações




Pena a libertação do meu não ter ficado registada


A foto do grupo



Xico, Ricardo, Gulli e Marcelo
Foi pena o Nennuco não ter ido para se ter também consolado com a minha « Pizza» e o «chouriço e salpicão» do Gulli e claro umas boas minis, fica para a próxima…
O que é que vocês estão a pensar?


Texto: Francisco Lemos  ;  Fotos: Raul Mendes

segunda-feira, 14 de março de 2011

Ilustre visitante!

A pesca tem destas coisas e “A Malta de Aveiro” não brinca em serviço, senão vejamos…
Após vários meses de contactos e de difíceis negociações, finalmente conseguimos que um dos nossos sonhos fosse realizado. Há muito tempo que tínhamos o desejo de pescar com uma sumidade da pesca e mais do que isso, uma referência mundial da pesca ao spinning na areia. Esta modalidade, praticamente efectuada só por homens salvo raras excepções, possui no sexo feminino um dos seus máximos expoentes. Sabendo da sua abertura para o convívio e troca de experiências, apesar da sua agenda sobrecarregada, foi com muita alegria que recebemos a notícia que poderíamos contar com a presença desta conhecida figura nos nossos areais para uma jornada de pesca. Após tratarmos de toda a logística e de nos termos empenhado ao máximo para que tudo corresse bem, finalmente tivemos o prazer de confraternizar com a menina Kitty, Hello Kitty.
Inicialmente tímida, acabou por se revelar bastante simpática e conhecedora profundo de toda a temática relacionada com o spinning. Proporcionou-nos raros momentos de êxtase tendo contribuído, também, de forma indelével para enriquecer os nossos conhecimentos. Sabemos, agora, que ainda caminhávamos na pré-historia da modalidade.
Infelizmente, os bons momentos são raros e acabam rapidamente. Com profunda tristeza, vimo-la partir. Resta-nos a esperança de algum dia voltarmo-nos a cruzar nestes ou noutros areais.
Para a posteridade ficam as fotos.














Até breve!


terça-feira, 8 de março de 2011

As trutas do Ninja...

E porque nem só de girinos gigantes vive o homem....


video